As regras do COVID-19 sobre viagens internacionais mudaram várias vezes. O governo do Reino Unido decidiu criar um sistema muito mais simples e abriu a possibilidade de visitas à família ou férias no exterior – com menos despesas.

Conheça as diretrizes para as viagens atuais

O uso de máscaras e o distanciamento social ainda são aplicados durante viagens ao exterior do Reino Unido, porém, algumas restrições ao coronavírus foram abrandadas recentemente.

Se você voltar de um país da Lista Vermelha, mesmo que tenha sido vacinado, ainda será necessário providenciar a quarentena, incluindo o custo de uma estadia de 10 dias em um hotel administrado em quarentena e fazer os testes COVID regulares.

A verificação primária do coronavírus para a maioria dos destinos, observa se a vacinação foi feita duas vezes com um tipo de vacina aprovado pelo governo britânico. Todos os viajantes também devem preencher um formulário de localização.

Existem regras diferentes para pessoas não vacinadas que viajam pela Inglaterra ou ao exterior.

Mesmo se você provar que está vacinado, também terá que reservar e fornecer um resultado negativo atualizado do teste COVID antes de viajar para a Inglaterra e um acompanhamento para quando você retornar ao seu destino.

Mudança para critérios de teste de viagem

Por um tempo, o teste associado a todas as viagens para dentro e fora da Inglaterra foi um PCR. Portanto, envolvia uma alta taxa para turistas e familiares visitantes que desejassem embarcar em aviões, balsas e trens internacionais.

Agora, o governo do Reino Unido atualizou isso, para ser um teste de fluxo lateral. Isso é mais barato e mais simples. Porém, você não pode usar os kit’s de teste fornecidos pelo NHS apenas, ainda deve reservar um teste de fluxo lateral com um dos fornecedores aprovados e, em seguida, obter uma imagem do seu resultado negativo.

Encontre mais informações sobre testes em geral, requisitos de certificados de viagem e países da Lista Vermelha no website oficial do governo.

Requisitos de países diferentes

As novas regras descritas acima se aplicam atualmente na Inglaterra, embora o País de Gales atualize suas restrições de forma semelhante a partir de 31 de outubro. A Escócia e a Irlanda do Norte também podem seguir.

É importante estar ciente de que, embora as regras da Inglaterra sobre viagens ao exterior tenham sido simplificadas, os requisitos de entrada do COVID-19 para diferentes países variam. O governo fornece uma lista útil deles aqui.

O que tudo isso significa se você quiser visitar a Itália, Espanha, Portugal ou Brasil, por exemplo?

Você precisa obter prova de recuperação de COVID-19 e seu registro de vacinação, e a Itália aceita isso como equivalente ao sistema de passe verde que o país usa. Este não é o cartão que você carimbou, e sim um status oficial da vacina do seu médico de família (GP).

Você também precisará de prova de um PCR ou teste de antígeno negativo, dentro de 48 horas de sua viagem para a Itália. Pessoas não vacinadas têm regras muito mais rígidas a seguir, incluindo um período de auto-isolamento na Itália.

Para viajar para a Espanha, você deve fornecer um formulário de declaração pré-viagem e um teste COVID-19 negativo ou comprovante de vacinação. Este é o NHS COVID Pass, não o cartão que você recebe quando recebe as vacinas. A Espanha não aceita comprovantes de certificados de recuperação.

Existem formulários de controle de saúde aplicáveis ​​a todos os passageiros, incluindo crianças.

Seu NHS COVID pass deve ser mostrado e indicar que sua segunda dose foi de pelo menos 14 dias antes da viagem. Você também pode usar um certificado de recuperação COVID da UE se ele indicar recuperação não inferior a 11 dias – e não superior a 180 dias – a partir da data da sua viagem. Sem eles, existem procedimentos de teste rigorosos em vigor.

A proibição de viagens aéreas imposta pelo Brasil para férias e visitas familiares foi recentemente suspensa. Ainda existem barreiras terrestres e marítimas colocadas para impedir a entrada no país.

No entanto, existem documentos que você deve preencher, além de fornecer um PCR ou teste de antígeno negativo para COVID-19 dentro de um prazo estritamente regulamentado.

É importante verificar as informações mais recentes de todos os países de destino antes de reservar a viagem e pouco antes de sua viagem. 

Além disso, entre em contato conosco para obter ajuda sobre o teste COVID e a certificação de viagens.

Esta informação foi útil?